Manifesto sobre o minimalismo patafísico

Texto: do latim, textus; tecido.

Graciliano Ramos dizia que um texto deveria ser escrito da mesma forma como as lavadeiras de Alagoas fazem o seu ofício: torcendo e retorcendo o tecido até não pingar do pano uma só gota.

Ernest Hemingway argumentava que as palavras haviam perdido o gume. Em busca da realidade mais crua, acreditava que elas estavam cegas, insossas, por conta do seu uso em demasia.

Por outro lado, temos a Patafísica, ciência das soluções imaginárias. Ora, se a ciência é matéria que busca soluções concretas para explicar nossa realidade, como ela pode ser objetivo de soluções imaginárias? É nessa contradição elíptica que reside a pedra-pomes para afiar as palavras. A justaposição de aspectos opostos é um biscoito fino, ao mesmo tempo crocante e macio.

Tanto Ramos quanto Hemingway buscaram afiar suas palavras economizando-as. Graciliano, ao retorcer o tecido; Hemingway, com sua teoria do iceberg. Que melhor forma de economizá-las que não as esconder dentro de paradoxos, antíteses, contradições elípticas?

Uma das aplicações da Patafísica na literatura foi a OuLiPo, movimento que busca introduzir padrões matemáticos na produção de textos, sendo seus maiores expoentes Georges Perec e Italo Calvino. Que elegante contradição: Matemática aplicada à escrita.

Ademais, os padrões matemáticos, assim como a Patafísica em si, funcionam como ferramenta potente para afiar palavras.

A Patafísica provê como temática os dilemas e as ações paradoxais que irão compor o enredo. A Matemática oferece estrutura. O minimalismo entra com o estilo, a técnica, que deve traduzir a mensagem coesa no tecido do texto, garantindo coerência entre temática, mensagem e meio. A saber:

  • sempre que possível, sujeito oculto ou indefinido;

  • preferir orações em ordem direta;

  • elipses verbais serão muitíssimo apreciadas;

  • sequências de orações coordenadas assindéticas ajudarão com o ritmo;

  • períodos com mais de quatro palavras deverão ser precedidos de pelo menos três períodos com menos de quatro palavras.

Não são réguas, claro. São compassos e esquadros talvez; ajudam a guiar, traçar, mas não devem limitar.

Podemos aplicar esses conceitos em um texto conhecido, para ver seu efeito. Peguemos um trecho de Cervantes, por exemplo, em seu Quixote¹:

“À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo”.

 

Primeiro, precisamos de uma contradição:

À força de tanto ler e imaginar, fui me aproximando da realidade, ao ponto de já não ter mais nenhuma dúvida, da realidade dura e crua.

 

Agora, organizemos o texto de forma direta:

 

Eu leio e imagino tanto, que me aproximo cada vez mais da realidade, ao ponto de não ter mais dúvidas sobre a realidade, que é nua e crua.

Agora, coesão:

Eu leio e imagino. Me aproximo cada vez mais da realidade. Não tenho dúvidas, é nua e crua.

E então, subtração:

Leio e imagino. Aproximo-me da realidade, nua e crua.

Quantos mistérios agora pairam sobre essa oração? Da mesma forma que, como diria Breton², “Não é o medo da loucura que nos vai obrigar a hastear a meio pau a bandeira da imaginação”, digo que a pureza e a elegância da simplicidade, somadas ao mistério dos paradoxos, irão fincar a bandeira da criatividade.

1(CERVANTES, Miguel de. Dom Quixote de la Mancha. São Paulo: Moderna, 2000.)

2(BRETON, Andre. Manifestos do Surrealismo. São Paulo: Brasiliense, 1985.)

surrealismo, patafísica, alfred jarry, dadaismo, teatro do absurdo, boris vian, george perec, boris vian, italo calvino, raymond roussel, eugene ionesco, surrealismo brasileiro, literatura surrealista, minimalismo, literatura minimalista, manifesto surrealista, andre breton, salvador dali, renne magritte, surrealismo na literatura, patafísica a ciência das soluções imaginárias, dadaismo, surraealismo contemporâneo, calendário patafísico, faustroll, oulipo.

Follow me

© 2023 by Nicola Rider.
Proudly created with
Wix.com
 

  • Facebook Clean
  • Instagram Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now